Postagens

Então não vamos mais brigar

No episódio de hoje, aprendemos que se você for branco, de olhos claros e "Global", vai ter um monte de gente disposta a entender os "porquês" que o levaram a cometer desatinos.

Diariamente, nas TVs, são exibidas pessoas acusadas de crimes e delitos. Essas imagens são feitas dentro das delegacias, mesmo sem a certeza de que a pessoa tenha realmente feito aquilo de que a acusam. Mas ainda assim, está lá, sem a solidariedade das pessoas da internet, sem a busca de entender os problemas que levaram aquela pessoa a praticar aquele ato, se é que praticaram.

Mas quando o ator da Globo foi exposto em um vídeo, logo choveram argumentos na internet em sua defesa. Em minha timeline, alguns que eu vi:

1 - "Eu o conheço e ele é gentil". Esse argumento é dito sobre várias pessoas que cometem delito, sem que, no entanto, as demais pessoas se comovam ou relevem o que a pessoa fez. Pepita Rodrigues, por exemplo, dizia sempre isso do filho, apesar das imagens em que ele a…

O vento que venta aqui

A ex de Marcelo Freixo o acusou de machismo.Entre o feminismo e a esquerda, como ficam as feministas?
Caladas. Ruidosa e significativamente caladas.As acusações da mulher de Freixo não possuem qualquer consistência. Ela diz que foi " caluniada, supostamente, por ele e seus companheiros de partido, o clã dos esquerdo-machos".Notaram as aspas? O "supostamente" está no texto atribuído a ela (o original já foi apagado).Mas por muito menos que isso, sem qualquer análise, sem qualquer crítica, mulheres reproduzem acusações feitas por outras mulheres e rotulam os homens acusados de roubarem filhos, violentarem, assediarem, etc.Não que essas coisas não ocorram, é muito, mas a falsa denúncia também ocorre. E ninguém está disposto a ouvir o outro lado, esperar defesa, apuração. Mas agora, como é um defensor dos Direitos Humanos, defensor de mulheres, negros e homossexuais que inclusive respeita seus preciosos lugares de fala, não se vê comentário (a não ser dos imbecis de di…

Bate o sino, pequenino

Justiça determina que sino de igreja badale mais baixo. Eu sou do tipo que se incomoda com o barulho alheio, mas reconheço que tudo tem limites. Aqui em frente a minha casa tem uma instituição religiosa. Nos domingos de manhã, eles fazem cantorias e tem algazarra de crianças. Mesmo com as normas gerais de horários e limites para emissão de ruídos, sempre vai haver uma zona impossível de controlar. Quem mora ao lado de um local que dá aula de natação, por exemplo, vai limitar o som das braçadas na água? E quem mora ao lado do aeroporto ou do porto? Tem como evitar o barulho das máquinas?A instituição religiosa já existia quando eu decidi morar aqui e acho que esse pode ser um critério para decidir como resolver nessas áreas em que as leis existentes não dão conta.
Se eu comprei um apartamento ao lado daquele estabelecimento, mais barato do que um imóvel em uma loteamento/bairro sem comércio por perto, a opção foi minha. O sino de uma igreja tem uma função: avisar aos fiéis que a missa…

A carne mais barata do mercado...

Acabei de ler um texto raso, dizendo que escravidão não é apenas de brancos contra negros e que muitos povos na história foram escravizados em guerras.
Ninguém discute isso. Mas há particularidades na escravidão de pessoas da África pelos europeus que só um racista incontido deseja negar.
Em primeiro lugar, não havia nenhuma guerra entre os países europeus e países africanos. Portugal não estava invadindo o continente africano. Apenas comprando pessoas de lá.
Esse modelo de escravização de pessoas de países subjugados em guerra já estava em declínio na Europa. Em casos de guerras, anexava-se o local ao domínio do vencedor e as pessoas passavam a servir ao rei como os demais já serviam.
Nos outros modelos de escravização, os escravos tinham certos direitos. Eram pessoas escravizadas. Com menos direitos por serem de outros povos ou inimigos, mas pessoas. Os africanos foram tratados como coisas ou animais, de forma sem precedente. Só comparado, não à toa, ao tratamento que os nazistas…

Tudo nosso

Vendo queixas de motoristas e de usuários de Uber me faz pensar que as coisas aqui não prosperam por causa da maldita Lei de Gerson. O brasileiro insiste em levar vantagem em tudo. Os passageiros reclamam que os motoristas do Uber não conhecem os caminhos e que por serem poucos, demoram pra atender. Sim, o preço para um serviço de nível, sem aborrecimento com corridas curtas e por um custo menor é indicar o caminho, verificar se o GPS está indicando o melhor caminho e se programar para viagens, pedindo a corrida com antecedência. Os motoristas reclamam que a tarifa é baixa e que por vezes as corridas são curtas. Sim, o preço a se pagar por fazer transporte sem pagar R$ 100.000,00 em um alvará (se achar um) ou R$ 700,00 semanais para o dono de um, além das taxas da prefeitura, é ter uma margem de lucro menor e fazer mais corridas. Passageiros querem um serviço de motorista particular, pagando pouco. Motoristas querem ficar rico, fazendo bico no Uber, rodando quando der. Passageiros, es…

Mãe, ó Mãe Natureza

Resolvemos colocar um bebedouro para passarinhos na nossa varanda. Imaginamos que seria agradável ouvir e ver os passarinhos vindo beber água e cantando em nossa casa.

via GIPHY


Ocorre que, à noite, os morcegos resolveram vir também beber água. Eu não tenho nada contra a espécie de ninguém e não negaria água a um animal, ainda mais da mesma classe que eu, porém os morcegos têm um péssimo senso de direção e, após beber água, não conseguem sair da varanda e acabam entrando aqui em casa. E não estou falando de um ou dois morceguinhos, mas de grupos desses seres encantadores que ficam voando pela sala, cozinha e enlouquecendo Zumbi que tenta pegá-los. E detalhe, Zumbi é um excelente caçador e sua lista de conquistas inclui lagartixas, passarinhos, mico, sapo, galinhas e morcego. Sim, ele já matou ao menos um animal de cada espécie citada.


via GIPHY


Por isso, para evitar uma chacina morceguífera aqui em casa, nós resolvemos retirar o bebedouro à noite, evitando que os morcegos venham beber água…

Temos nosso próprio tempo

Acabo de ver X-men: Apocalipse.Não me incomoda que os filmes não sigam fielmente os quadrinhos. É uma outra linguagem, uma outra interpretação da história. Mas eu imagino uma reunião na Fox para decidir o lançamento do filme... - Então, revisaram tudo que está sendo feito no filme? E vê se, dessa vez,  vocês não erram os poderes. - Como assim? - A galera reclamou daquele lance de Kitty Pride fazer as pessoas voltarem no tempo. Dessa vez vocês checaram os poderes de todo mundo? - Bom... Tem a Psylocke. - Que tem ela? - A gente já gravou as cenas dela, mas ouvimos dizer agora que ela é telepata.- Psylocke é a ruiva? - Não. A asiática. - Tem uma asiática? - Tem, mas ela é inglesa. É a de maiô roxo. - Não. Essa de maiô roxo é a que gera uns raios que vira espada. Tenho certeza que a telepata é a ruiva.  Mais alguma coisa? - Pessoal tá reclamando do Ciclope. Na verdade dos raios dele. -Por quê? Esse eu sei o poder. Raio laser que sai dos olhos. Esse está desde o começo e a gente checou. Va…