O vento que venta aqui

A ex de Marcelo Freixo o acusou de machismo.

Entre o feminismo e a esquerda, como ficam as feministas?
Caladas. Ruidosa e significativamente caladas.

As acusações da mulher de Freixo não possuem qualquer consistência. Ela diz que foi " caluniada, supostamente, por ele e seus companheiros de partido, o clã dos esquerdo-machos".

Notaram as aspas? O "supostamente" está no texto atribuído a ela (o original já foi apagado).

Mas por muito menos que isso, sem qualquer análise, sem qualquer crítica, mulheres reproduzem acusações feitas por outras mulheres e rotulam os homens acusados de roubarem filhos, violentarem, assediarem, etc.

Não que essas coisas não ocorram, é muito, mas a falsa denúncia também ocorre. E ninguém está disposto a ouvir o outro lado, esperar defesa, apuração.

Mas agora, como é um defensor dos Direitos Humanos, defensor de mulheres, negros e homossexuais que inclusive respeita seus preciosos lugares de fala, não se vê comentário (a não ser dos imbecis de direita de costume) sobre o caso. Nem para defender, já que isso implicaria em admitir que é possível que, quem sabe, talvez, (ó heresia), exista uma mulher no mundo que acuse um homem injustamente por motivos sentimentais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Então não vamos mais brigar

Respeito póstumo