Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2009

Inclusão Digital

Vamos lutar para que cada vez mais famílias brasileiras possam desfrutar dos benefícios da web... "lindo pássaro gigante, segue o meu Brasil avante. Vamos cantar a uma só voz: o Brasil é feito por nós"

We are not the children, anymore

Agora que sumiram minhas suspeitas de que estávamos sob o maior golpe publicitário que o mundo já viu desde que disseram que o homem esteve na lua, passo a analisar os efeitos da morte de Michael Jackson sobre mim.Fiquei triste pela perda de um grande artista, claro, mas, caso se confirme que o cantor morreu de mortes naturais, este será o primeiro artista da minha geração a morrer desse motivo. Exclui, claro, todos aqueles que foram dizimados pela AIDS, que eu não considero natural. Talvez, por isso, eu torça pra que no final das contas, digam que o ataque foi resultado de uma reação de pílulas branqueadoras, com noites em câmaras criogênicas e resíduos de anestésicos das diversas cirurgias. Preciso crer que meus heróis ainda morrem de overdose, caso contrário, sou obrigado a refletir que se um cara rico e poderoso não consegue se prevenir da velhice, que chances eu tenho? Mas entre as repetições dos clipes de Michael Jackson e matérias com pessoas que conheciam o cantor "profund…

Interesseira

Não adianta negar, mesmo na vida selvagem, ter carro é sinônimo de status, e enquanto houver uma Maria Gasolina sobre a Terra, o sexo está garantido para os motorizados.

Interesseira

Não adianta negar, mesmo na vida selvagem, ter carro é sinônimo de status, e enquanto houver uma Maria Gasolina sobre a Terra, o sexo está garantido para os motorizados.

Leia! Leia!

Agora que o diploma para jornalismo não é mais exigido, o que caracteriza a profissão? Vários blogueiros já se autodenominaram jornalismo, e agora que eu faço entrevistas pro TRT Cultural, também quero o título.

Chacotas à parte, aproveito pra divulgar um texto com o qual concordo. A autora é irmã de um colega de trabalho e ele me passou por email:

Quero meu diploma de volta!


Este ano, quando completaria 20 de jornalismo, acordei no dia 18 de junho de 2009 sem profissão. No dia 17 de junho, o Supremo Tribunal Federal, por oito votos a um, cassou o meu diploma e de outros milhões de profissionais brasileiros. Tudo, supostamente, em nome da Liberdade de Imprensa. Será?
O ministro Gilmar Mendes comparou jornalistas a cozinheiros. Outro ministro disse que jornalismo é literatura. Caímos, então, mais uma vez, no engodo de que para ser bom jornalista basta saber escrever. Para estas pessoas, o jornalismo é uma espécie de “dom”, identificado através do simples ato de se ‘escrever bem’ – um crité…

Se você, e a gente, soubesse quem você é...

Se você ainda não ouviu falar de A FAZENDA, novo reality show da TV Record, prepare-se. Agora que o ex-paquito ficou nu na frente das câmeras, o programa virou comentário e a baixaria promete piorar. Diferente do BBB, A FAZENDA não coloca anônimos, ou pelo menos diz que é assim. É um Casa dos Artistas com celebridades tão conhecidas quanto eram Patrícia Celho e Siang, por aí vocês tiram.
O programa começou com baixa audiência e comentários ruins, aí "de repente" e "para sorte" da emissora, Theo Becker resolveu encarnar o Tarso (personagem de Bruno Gagliasso em Caminho das Índias) e passou a agredir todo mundo, falar sozinho e finalmente ficar pelado. Os outros "artistas" também resolveram dar sua contribuição e fazer suas baixarias, sendo que Dado Dolabella se mostra, em comparação aos outros, um sujeito equilibrado e sensato. Por aí vocês e a Luana Piovanni avaliem...
Quem acreditar que tudo isso foi coincidência, aproveite o espetáculo, pra mim, de real …

Twitta de lá que eu twitto de cá

Francamente não vi graça no Twitter. Entrei lá quando saí do orkut, mas vi que é algo completamente diferente. O objetivo do Twitter é dizer a todo momento o que está fazendo, em frases curtas, as pessoas que o acompanham recebe esses informes. Pronto. Eu não tenho tempo, nem interesse, de ficar narrando minha vida em tempo real, e nem quero saber a dos outros.

Mas o que me convenceu mesmo de que eu devo sair desse troço, foi essa matéria:

Garota morre eletrocutada enquanto 'twittava' na banheira.

Considerando que o termo twittar não foi usado com duplo sentido, o programa é perigoso, mesmo.

Atualizando..

Eu escrevi há pouco tempo sobre um técnico de cumputador que não apareceu (aliás, dois técnicos) e lamentei que Kléber, profissional que costuma respeitar o cliente, tivesse mudado pro interior. Falei também que é mais fácil mudar de equipamento do que ficar dependendo de técnicos que não aparecem.

Pois bem, upgrade no post e na vida real: Kléber voltou a Salvador e quem precisar de um técnico em informática é só deixar a mensagem aqui que eu passo o telefone dele. Ao mesmo tempo, troquei meu notebook e agora tenho um MAC!

Tá, o objetivo maior desse post era dizer isso. Eu sempre quis ter um Mac, e agora tenho. Estou ainda me habituando a ele, mas uma sensação eu já tenho: é como eu sempre imaginei que um computador devia funcionar. Na verdade, essa é a grande vantagem do Mac em relação ao PC, as coisas funcionam como deveriam. Não sei se a Apple tem as mesmas restrições que a Microsoft, que no seu contrato informa que vende o produto com todas as suas falhas (já comentei sobre isso aqu…

Talião

Apesar de acreditar no sistema jurídico da assim chamada civilização ocidental, é fato que o crescimento populacional e consequente aumento da criminalidade tem congestionado os órgãos de proteção à população exigindo que, em alguns casos, o próprio cidadão se defenda. Esses vídeos a seguir mostram que fazer justiça com as próprias mãos, algumas vezes, não só é a única alternativa, como é muito mais eficaz do que se usássemos os mecanismos próprios.

Vejam e julgem por si mesmos:





Às armas!

Conta Fantástica

A reportagem sobre a mudança de comportamento da família usada como experiência pelo Fantástico ia muito bem. Mostraram dados de que já usamos 30% a mais do que a capacidade de renovação dos recursos pelo planeta. Informaram que o país que mais gasta é os Estados Unidos, e terminaram dizendo que se todo mundo gastasse como os americanos seriam necessários 4 planetas e meio para atender essa demanda.
O problema é que todo esse texto foi ilustrado com gráficos, desenhos do planeta terra e a fração que representa a necessidade de planetas: 4/2.

Só que, pelo que eu aprendi na escola, a representação para a fração quatro e meio é 4 1/2. Até porque 4/2 é 2.

O que me espanta é que ninguém na Rede Globo, do grafista, aos apresentadores, passando pelos editores, ninguém sabe fração? Ou estamos diante de uma nova reforma matemática?

Que país é esse?

Você chega a pensar que nasceu no país errado quando lê coisas como essa:

Homens de meia idade, desempregados, fracassados, sem vida sexual e que moram com os pais, ganham dinheiro como blogueiros profissionais no Japão.

Mas se é pra preencher esses requisitos aí, prefiro continuar sem ganhar um tostão com esse blog.