O pior da era digital

Circula por emails, blogs e redes sociais, um texto criticando o uso de smartphones para comunicação e uma frase atribuída a Einstein em que ele diz temer o dia em que a teconologia suplantasse a humanidade. 

Não deixa de ser interessante que o texto que critica o uso das ferramentas atuais comete justamente o pior dos seus pecados, não relatados nas fotos:  a disseminação de informações falsas. 

Einstein nunca disse aquela frase. 
As pessoas a repetem sem procurar saber sua origem e criam em cima dessa premissa falsa todo o resto. 

Aí, já não interessa se as pessoas concordam ou não que hoje se usa demais o celular, o argumento principal ali, que até Einstein condenaria isso, é falso. E sem o apoio de Einstein, a opinião de quem é contra esse uso da tecnologia é tão válida quando a opinião de quem é a favor. 

A propósito, o que Einstein disse foi: 
"É espantosamente óbvio que nossa tecnologia excede nossa humanidade."

Ou seja, ele falava que isso acontecia na época dele e não que temia que isso viesse a ocorrer. E também, só pela frase, nada indica que seja mais do que uma constatação. Ele pode não estar, necessariamente, dizendo que isso é ruim. 

E não custa lembrar que "tecnologia" não se restringe a smartphones e tablets. Carros, geladeiras e fogões são produtos de tecnologia. Se Einstein se queixava da tecnologia do tempo dele, talvez devêssemos nos livrar dos relógios, isqueiros, roldanas e alavancas. 

Para saber exatamente o que estamos condenando quando falamos dessa "temível" tecnologia, sugiro a leitura: 

É para quem tem tanto medo de tecnologia, sugiro também que se use menos Ctrl+C e Ctrl+V e mais o cérebro. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bate o sino, pequenino

A carne mais barata do mercado...

Respeito póstumo