Na conta do Papa

Leiam a notícia antes de prosseguir. Clique nessa frase.


Algumas coisas me chamaram atenção nessa notícia.
Pra começar, o primeiro link que abri exibia fotos das cabeças decapitadas. E isso só não chama atenção de um psicopata. Mas podem ir nesse link aí de cima que não tem essas fotos.

Depois, os diversos títulos dados às vítimas: "casal de homossexuais", "casal gay", "homossexuais", "casal de transexuais".
Esse foi um dos poucos veículos que disse que morreram "duas pessoas".
Claro que o fato de serem homossexuais pode ter relevância para o motivo do crime e deve ser revelado, mas como manchete, a meu ver, o que importa é que duas pessoas morreram assassinadas de forma brutal.
Sem contar que não sei de onde um dos sites tirou a informação de que eram transexuais. Os demais relatam que um deles era travesti (o que um repórter deveria saber que é diferente) e nada diz acerca do outro.

Por fim, chamou minha atenção que alguns blogs veicularam como crime de homofobia.
Aparentemente, o crime nada tem a ver com homofobia. Duas hipóteses estão sendo investigadas: uma briga num bar ou uma vingança de uma vizinha ciumenta.
O crime de homofobia se daria se eles tivessem sido mortos por serem homossexuais.
Pode-se até deduzir a homofobia, caso o motivo tenha sido a briga de bar, pelo fato de terem sido decapitados e os corpos incinerados, mas o motivo do crime não parece ter sido esse.
Na hipótese da vingança, a brutalidade é mais comum nesses casos, independente da vítima.

De qualquer forma, foi um presente de Natal para Beto XVI.
2013 começa para ele com menos "ameaças à humanidade".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bate o sino, pequenino

A carne mais barata do mercado...

Respeito póstumo