Além da fofoca.


Eu queria tratar desse assunto não do ponto de vista óbvio que uma notícia dessas sempre evoca, até porque esse eu já fiz na Facebook.
Mas acho interessante notar como os desmentidos são afobados e engraçados nesse país.

Pra começar, a pessoa que divulgou o vídeo foi mencionada como "ex-namorada" e "ex-caso" em algumas declarações. Agora, diz que ator sequer conhece a jovem que se "insinuava" do outro lado e que  "ela era apenas uma amiga virtual".

Diz que era uma coisa "entre quatro paredes". Desculpe, mas não era. Internet, aliás, é um mundo sem paredes.
Se o ator não sabia, não previa, sinto muito. Bem verdade que ele não fez nada de errado, mas foi imprudente.

O advogado diz ainda que quem  insinuar algo sobre a sexualidade dos dois também poderá ser processado. Bobagem. Não há nada de errado em dizer que o vídeo lança dúvidas sobre a sexualidade do rapaz, ainda que essa conclusão não seja verdadeira. Sinto muito, 2ª parte.

Mas o que mais gostei foi esse final: "Eles não são gays, muito pelo contrário". O que é um "muito contrário" de gay?
Admito que no senso comum, o "contrário" de gay seja um heterossexual, ou seja, alguém que se relaciona com o sexo oposto. Agora, para ser "muito contrário", então temq ue haver gradação na heterossexualidade. Há o pouco heterossexual e o muito heterossexual? O que seria esse muito heterossexual?

Comentários

  1. Benício Golfinho12:24

    Acho que o muito pelo contrário de "gay" é o anjo, o asexual. Porque se heteo, homo, pan, trans, poli... sexual são gêneros de "sexual", então o "muito pelo contrário" de qualquer deles é o anjo, ou seja, aquele que não se confunde com qualquer espécie de "sexual".

    Embora eu não faça a menor ideia da utilidade disso... rs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados, mas não são censurados. Caso seu comentário não vá ser exibido, uma explicação será dada.

Postagens mais visitadas deste blog

Bate o sino, pequenino

Então não vamos mais brigar

Respeito póstumo