A César o que é de César

Não quero defender Thor Batista, porque não tenho preocupação com o sofrimento dele. Mas me preocupa a falta de maturidade dos brasileiros em tratar com questões jurídicas com serenidade, optando pelço linchamento para colocar pra fora toda a opressão que não tem competência para combater com ações de cidadania.
Os fatos até agora: Thor Batista atropelou um ciclista e esse morreu. Thor Batista prestou socorro à vítima, foi até a Polícia Rodoviária relatar o ocorrido.
A favor de Thor Batista temos:
1 - Fez o teste do bafômetro e provou que ele não bebeu;
2 - Um laudo mostra que ele não estava acima da velocidade máxima permitida;
3 - Um exame diz que o ciclista estava bêbado, o que pode levara crer que ele foi descuidado e estava no meio da pista como Thor alega.

Contra Thor Batista pesam:
1 - Seu histórico de muitos pontos na carteira;
2 - A alegação da família da vítima que acha que ele estava no acostamento e deduz isso pelas marcas de sangue;
3 - Ser rico;

Os pontos na carteira de habilitação realmente tem que levar a uma investigação apurada sobre a culpa de Thor, uma vez que ele era mau motorista. No entanto, diante da constatação de que ele não estava acima da velocidade permitida (Perito diz que Thor Batista não teria ultrapassado 100 km/h), vamos então colocar Thor 1X0 Ciclista;

Usar como provas os depoimentos dos familiares das vítimas é ridículo e não seria levado a sério em nenhum lugar do mundo, uma vez que nenhum testemunhou o fato, apenas especulam, dizem que "deve ter sido".

A tia e mãe de criação de Wanderson, Maria Vicentina Pereira, também confirmou que o sobrinho andava pelo acostamento. "Ele fazia esse trajeto todos os dias durante 30 anos. Pelas manchas de sangue que ficaram marcadas no chão dava para ver que ele foi atingido quando andava pelo acostamento", afirmou.

Então Dona Maria Vicentina faz parte do CSI? Ora, tragam um perito que diga isso e a gente passa a ouvir, mas por enquanto é Thor 2 X 0 Ciclista.

A estrada era mal iluminada e Thor alega que não viu o ciclista que estava no meio da estrada de forma imprudente. Como o ciclista estava bêbado, fechamos o placar de 3 a 0 para Thor. Mas aí vem a parte que incomoda os brasileiros: Thor batista é rico. Muito rico. E pelo nosso imaginário, ricos são bandidos. Educados por telenovelas, pensamos em Eike Batista como se fosse Teresa Cristina ou Odete Roitman.
Além de não possuírem caráter, pensamos, os ricos compram tudo. E perto deles todos, policiais, peritos, delegados, juízies, se tornam corruptíveis.

Todas as provas que Thor consiga obter são refutadas pela população sob o mesmo argumento: "ele é rico, então as provas DEVEM ser falsas".  Pouco importa se as perícias não costumam apresentar laudoi falso com jorgadores, pagodeiros e políticos que antes cometeram crimes. Em nenhum dos casos conhecidos houve laudo tirando a culpa dessas pessoas, se algumas não foram para a cadeia foi porque podiam pagar bons advogados para vasculhar as falhas no sistema. Mas os laudos sempre apontaram quando o motorista estava bêbado ou em alta velocidade. Será que essas pessoas também não tinham dinheiro pra tentar comprar um laudo? O pai do assassino do filho de Cissa Guimarães até tentou, e foi indiciado por tentativa de suborno no ato, antes mesmo de os policiais saberem que a vítima era filho de uma celebridade.
Por que de repente, todos os agenbtes públicos se tornariam corruptos?
Com isso não estou dizendo que não há compra de laudos e ocultaçãod e provas, mas então que apareça outro perito que mostre porque ele acha que o carro estava a mais de 100 km/h, ou um médico que diga que o ciclista não estava bêbado, ou uma testemunha que diga que o cara estava no acostamento. Mas nada disso até agora apareceu, apenas a mesma ladainha "ele deve ser culpado, pois ele é rico e pode comprar todo mundo que fala a favor dele".

Ninguém nega que Thor atropelou o ciclista, aliás, ele mesmo parou, prestou socorro e foi procurar a polícia. Mas a questão é se Thor agiu irresponsavelmente contribuindo para o ocorrido ou se foi um acidente. O qual, por sinal, pode acontecer com qualquer pessoa.

Comentários

  1. Parabéns, você até agora é a única pessoa lúcida a escrever com bom senso sobre o caso. Eu, para não entrar em discussões desnecessárias, ignoro os comentários dos amigos no Facebook a respeito desse episódio. Mas, juro que já está me dando uma coceirinha pra mandar esse povo calar a boca e deixar de julgar as pessoas como se fossem personagens de novela:mocinho ou bandido. Como advogada, sei q tem muita coisa errada na apuração de crimes. Isso não significa que Thor necessariamente é culpado, pelo fato de ser rico e poder bancar propinas com a finalidade de isentar-se de culpa.

    ResponderExcluir
  2. Golfinho21:50

    rs

    Exatamente...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados, mas não são censurados. Caso seu comentário não vá ser exibido, uma explicação será dada.

Postagens mais visitadas deste blog

Bate o sino, pequenino

A carne mais barata do mercado...

Respeito póstumo