Ajudando de verdade

Há muito mais coisa a ser discutida nessa questão do Aristides Maltez do que simplesmente jogar pedra na prefeitura pela iminência do fechamento do Hospital.
Óbvio que uma entidade que presta um serviço gratuito desses e tão importante para a população não pode ser fechado.Mas não é com emoção e apelos que vamos resolver as coisas. É preciso que tudo seja dito e esclarecido para entendermos o que está acontecendo e o que pode ser feito de forma efetiva.

Pelo que entendi, e me corrijam se eu estiver errado, a prefeitura repassa R$ 5,6 milhões do que recebe do Ministério da Saúde para esse hospital. Então é de se perguntar: qual é o repasse total da União para a prefeitura e onde está sendo aplicado o restante? Afinal, não adianta aumentar a verba do Aristides Maltez e fechar postos de saúde.

Quais as despesas desse hospital, como está sendo gerenciado? Não adianta injetar 13 milhões agora para pagar uma dívida e o hospital fechar daqui a um ano com nova dívida. Tem que saber os gastos mensais fixosa do hospital, analisar se a administração está sendo boa, ajudar se precisar de apoio administrativo e gerencial, promover uma campanha para criar contribuintes fixos.

A prefeitura alega que o hospital atende pessoas de outros municípios. Logo acusaram o secretário municipal de saúde de tratar pessoas como aliens. Não é nada disso. Cada município recebe verbas da União para a saúde. É prática comum de algumas prefeituras investirem a verba apenas em ambulância para transferir seus pacientes para outras localidades (desviando o retso do dinheiro). Assim, aqueles municípios que investem corretamente a verba em hospitais, que tem um custo muito maior de pessoa, equipamento, acabam com o tempo sem conseguir atender sua demanda. Ou seja, com o tempo o hospital fica sucateado, enquanto no outro município o prefeito usa verba pra fazer festa de São João. E a população que paga por isso? SIM. E é quem deve pagar, porque na hora de reeleger um prefeito, é a população que está se saracuteando nos shows que vota nesse prefeito. Então, se uma cidade recebe pessoas de outros municípios, a verba de saúde daquele município deveria ir pra essa cidade. Isso tem que ser reavaliado, sim, e não adianta dizer que é política.

Apenasd uma gritaria geral, nem olhar as causas do que está acontecendo só vai adiar o fechamento desse e de outros hospitais. Querem ajuda? Vamos promover uma ampla discussão sobre esses repasses das verbas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Então não vamos mais brigar

Respeito póstumo

O vento que venta aqui