Palavrões e outras coisas importantes

Para alegria de poucos, volto a publicar no blog. E literalmente! Volto a publicar uma postagem que já foi publicada em 06/02/2005 em outro blog.
Chamem de resgate histórico, sequiserem:

Dos palavrões e suas acepções


No outro post que eu falei sobre a Igreja Católica Pedófila Romana, minha amiga Ana me corrigiu que a palavra não é "buceta" e sim, "boceta". Tem razão. Tá aí a definição do Houssais que não a deixa mentir:

Datação
sXIV cf. IVPM

Acepções
■ substantivo feminino
1 caixinha redonda, oval ou oblonga, feita de materiais diversos e us. para guardar pequenos objetos
Ex.: uma b. de confeitos
2 (1899)Regionalismo: Brasil, Madeira.
caixa de rapé
3 Regionalismo: Brasil, Madeira.
bolsa de borracha para guardar fumo
4 (sXVIII)Regionalismo: Brasil. Uso: tabuísmo.
vulva
5 Rubrica: agricultura. Regionalismo: Portugal.
variedade de tangerineira
6 Rubrica: pesca. Regionalismo: Brasil.
tipo de aparelho de pesca

Eu não entendo muito desses assuntos de palavrões, mas acho que um xingamento pra ser de verdade, tem que ser do jeito consagrado popularmente. E aí, usamos como referência literária os autores anônimos daquelas precisosidades encontradas nos banheiros públicos. Pelo menos nos masculinos.
Chamar o sujeito de veado não gera a mesma quantidade de murros em resposta, quanto dizer um sonoro SEU VI-A-DO! Com I.
É muito mais enfático mandar o cara que tá te enchendo o saco tomar no CÚ, com acento, apesar do que diz a gramática. Que por sinal não costuma dizer nada a respeito de palavrões e obscenidades.
Assim, se você disser pro sujeito que a filha dele tá dando a boceta por aí, talvez ele nem ligue... mas se você disser que a filha dele dá a BUCETA, aí ele se reta. Se bem que eu acho que o problema aí está com o "dá"... se ela "alugar", acho que ele releva.

Comentários

  1. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados, mas não são censurados. Caso seu comentário não vá ser exibido, uma explicação será dada.

Postagens mais visitadas deste blog

Bate o sino, pequenino

A carne mais barata do mercado...

Respeito póstumo