Abre a porta Mariquinha!

Alguém sabe dizer o nome do cd solo de Sandy?
Eu espero, pode procurar na prateleira.
Não tem? Ok, então basta dizer o nome da música carro chefe desse cd.
Ah. Vai. Alguém deve ter ouvido a música no rádio, num programa de TV, na novela. Deve ser o maior suce... não, né?
Agora, que a Sandy fez o comercial de uma cerveja chamada Devasa, vocês sabem, né? E que ela deu uma declaração dizendo que "é possível ter prazer no sexo anal"?
Pois é. É disso que é feito o mundo das celebridades. Em tese, Sandy seria uma cantora. Deveria ser conhecida por cantar. Mas isso é o que menos importa. O que vale é estar na mídia, na internet, é que se fale dela.
Celebridade não é artista. Esse, sim, vive da arte. É reconhecido pelo seu trabalho, pelo seu talento. Ou, pelo menos, deveria ser reconhecido por isso, pois muitos e bons artistas nesse país não estão na TV, nas rádios, nos post da internet. Esses espaços estão ocupados pelas celebridades, que são "pegas em flagras", devidamente combinados entre empresário e fotógrafos, que armam barracos com atuais, ex, futuros amantes, que expõem sua vida pública e depois passam dias indo a público exigindo privacidade.
Sandy deu uma declaração à Playboy. Dessa declaração, a Playboy espertamente extraiu uma frase que dá a entender que Sandy pratica sexo anal. A artista se faz de ofendida e diz que a frase foi tirada de contexto. Pra melhorar, a revista diz que Sandy disse aquilo e vai expor a gravação no site no dia do lançamento da revista. Pronto, receita pra alavancar venda e imagem da celebridade.
No fim, as palavras que foram omitidas na frase, devem ser: "Eu nuca fiz, mas acredito que..." Pronto. Sandy falou a verdade, nunca disse que praticou sexo anal. Playboy disse a verdade, a frase publicada foi dita por Sandy, todos ganham.
Será? Um público imbecial que cada vez dá mais valor a esse tipo de fofoca, que debate isso seriamente, que discute sobre liberdade de imprensa numa questão dessas, perde o senso crítico de saber quando está sendo manipulado.
E se é manipulado nas notas sobre celebridades, também pod eser no noticiário econômico, no político, no panorama geral. Todo mundo comentou nos bares da vida, quando nas despesas dos cartões corporativos apareceream despesas com móteis e vibradores. Só oposição e analista político comentam a corrupção no Ministério dos Transportes.

Comentários

  1. Benício Golfinho13:11

    Dona Canô, Preta Gil, Supla, qualquerdosbigbrohersoufazendeiros (até seis meses depois de finda a edição do programa), mulher melancia, tiazinha, agalegaseminuadafaculdade... só pra dizer dos que assim labutam em dedicação integral.
    Porque se for pra falar das entresafras, dizer que Fernando Henrique fumou maconha, que Adriana Calcanhoto é é bi, que pintou uma paquera entre "fulano de tal" e "sicrana" - pois foram vistos numa boate...
    Aí dá um livro. Um livro bem chato.

    ResponderExcluir
  2. Só para constar, quem se declarou "bi" foi Ana Carolina. Por favor, coloque o modelo Calcanhoto de volta no armário onde encontrou, mas parabéns pelo olho treinado.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados, mas não são censurados. Caso seu comentário não vá ser exibido, uma explicação será dada.

Postagens mais visitadas deste blog

Então não vamos mais brigar

Respeito póstumo

O vento que venta aqui