Em Ribeirão Preto

Cheguei ontem à noite em Ribeirão Preto, sob forte chuva.
Depois de toda espera no aeroporto, fui espremido na poltrona de avião mais apertada que já vi. Fiquei com a impressão de que as pernas deveriam ir no bagageiro, porque ali não caberiam.
Durante o voo, alguns passageiros descobriram um dos segredos da tarifa baixa da Webjet. Eles não sabiam que o lanche era pago. Eu tinha decidido, desde que comprei a passagem, que não iria comprar o lanche, mas depois da demora do embarque e como não havia almoçado, resolvi pagar os R$ 18,00 por um sanduíche, uma bebida e um chocolate.
Alguns passageiros reclamaram porque não conseguiram nem água de graça. Uma mulher perguntou se aquilo era pra qualquer preço de passagem. Ficou decepcionada ao saber que pagar R$ 129,00 por uma passagem aérea não a tornava exatamente uma VIP.
Ao aterrissar, descobri que minha mala foi quebrada. Fiz a ocorrência e segui para a casa de Adenilson e Cida.
Apesar do tempo sem nos ver, e das evidentes mudanças físicas, parecia que os tinha visto na semana passada. As conversas pelo msn diminuíram esse lapso de mais de 12 anos, porém essa é a primeira vez que vejo os 4 juntos.
Adenilson e Cida são amigos queridos e se mudaram de Salvador há muitos anos, quando Vinicius ainda era um garotinho e Amanda sequer tinha nascido.
Os meninos são fantásticos, devem dar lá as preocupações deles aos pais, mas da pra ver que receberam educação de pais que não foram ausentes, nem pretenderam ter superfilhos talentosos ou inteligentes.
Uma boa educação tradicional, com base em bom senso e amor, é o que deve ter ocorrido nesse lar. O que reforça minha teoria de que educar bem os filhos pode não ser fácil, mas se os pais querem mesmo fazer as coisas, conseguem.
Já conhecia Vinícius das conversas pela internet e de quando nos encontramos em São Paulo. Tem a timidez charmosa do pai, que atrai muitas mulheres. Mesmo aquelas que só o vêem por foto. É inteligente também.
Amanda parece ter a inteligência do pai. Aquele tipo de interesse por ler e saber das coisas. Talvez tenha a esperteza da mãe. Uma vivacidade para perceber as coisas ao redor e tirar conclusões disso. Como tem apenas 12 anos, talvez seja cedo pra dizer tudo isso, mas se realmente ela tiver essa combinação dos dois, seus pais irão purgar nos próximos anos quaisquer pecados que tenham pensado em cometer.


-Via iPhone

Location:R. Aldo Focosi,Ribeirão Preto,Brasil

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bate o sino, pequenino

Respeito póstumo

Então não vamos mais brigar