Fiz o possível pra não dar bandeira

Para escapar de passar mais um Natal na Record e ter a chance de aparecer na Globo, Fábio Jr se sujeitou a um dos piores micos de sua carreira.
O especial Tal Filho, Tal Pai foi uma mostra de que Fiuk não é talentoso e que Fábio Jr já teve seu momento.
Além do corte de cabelo ridículo, Fiuk ainda se prestou a inventar uma biografia, tornando-se uma personagem. Isso sem contar no visual emo e se portando como uma "drama queen" ao receber uma crítica desfavorável. Menos ridículo se tivessem interpretando papeis assumidamente fictícios.
Justiça seja feita, não aguentei ver o programa todo. Mas pelas críticas que ouvi, inclusive de minha mãe que disse não ter entendido "aquela besteirada com Fábio Jr e o filho ontem na televisão", acho que não melhorou muito depois do primeiro bloco.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bate o sino, pequenino

Respeito póstumo

Então não vamos mais brigar