Feliz iPhone Novo

Tentei convencer a mim mesmo que estava bem com o iPhone 3G S e que não precisaria mudar pro novo modelo agora. Melhor seria esperar o novo upgrade.
Mas quando vi o quiosque da TIM anunciando o aparelho, na segunda-feira, mandei às favas o bom senso e decidi comprar.
Perguntei ao moço quanto custava. Avulso: R$ 2.160,00; pelo plano Infinity 160, R$ 1.650. Perguntei sobre o plano e a portabilidade de um número do OI Conta Total. Ele disse que não precisaria mudar o plano antes na OI, que eles fariam a portabilidade ali mesmo.
Como sou adepto do passo-a-passo, decidi que primeiro deveria migrar meu número para fora do Conta Total e só depois fazer a portabilidade. Não queria nenhuma confusão. Voltei pra casa sem o aparelho e, ao acessar o Facebook, vi uma foto de Celso Jr. já brincando com o dele. "Ai, que ódio!" e eu ainda sem o meu.

No dia seguinte foi o pane da OI. Na quarta, a Central de Atendimento ainda não conseguia realizar o atendimento até o final. Se bem que sem incêndio isso também já acontecia. O máximo que consegui saber é que a OI não me daria nenhum benefício para comprar o iPhone 4, porque a Oi não vende mais aparelhos. Pensei em ir na TIM a fazer a compra migrando pra lá, mas sou muito metódico nessas coisas. Se algo desse errado na migração e eu perdesse meu número antigo, como já vi acontecer, ou ficass com duas contas (uma na OI e outra na TIM), ainda iriam dizer que a culpa era minha.
Finalmente, à noite consegui falar com uma atendente que me perguntou o motivo de querer cancelar o plano. Eu contei minha intenção de comprar o iPhone e ela me pediu que esperasse. Voltou com uma proposta. A OI me daria R$ 2.000,00, em 10 parcelas, na minha conta, se eu permanecesse na OI.
Assim, eu poderia comprar o iPhone avulso e só pagaria R$ 160,00. Parecia uma boa proposta. Aceitei, mas antes perguntei se a OI tinha o micro sim necessário pro iPhone. Ela disse que sim.
Comprei o aparelho na TIM, com a ajuda de Rafael que tem uma amiga vendedora e guardou uma das 4 últimas unidades pra mim.
Quando fui na OI comprar o micro SIM uma surpresa: não tinha e o rapaz ainda disse que seria difícil encontrar em outra loja.
Felizmente a iPhone Bahia faz a "conversão" do chip. Na verdade, basta corta o chip antigo no local certo para ele de encaixar no aparelho. O cara coloca o chip num negócio que parece um grampeador, se prepara para apertar e, como que se lembrasse de repente, pergunta: "A gente não dá garantia, ok?" Eu respondi: "OK" e ele cortou. De graça.

Agora, Tatiana, Vinícius e Alberto disputam o aparelho antigo. O leilão está aberto. Tatá ofereceu dinheiro, Tito quebrou um atual aparelho dele numa tentativa de me comover e Beto alegou a preferência já que sempre fica com meus aparelhos descartados.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bate o sino, pequenino

A carne mais barata do mercado...

Respeito póstumo