O futuro a quem pertence?

Sábado. 22:00. Na saída do shopping. Duas crias de coisa ruim, um menino e uma menina. Entre 15 e 17 anos. Tomavam sorvete. O menino acabou e atirou o papel no chão. Viu que eu olhei e aproveitou para jogar a colher também.
A menina foi tirar uma foto e aproveitou para atirar a colher e os restos do sorvete ali mesmo, também.
Tudo isso a menos de 8 passos do cesto do lixo e na vista de 3 seguranças e 1 policial que também acharam normal aquela imundice.
Aí me pus a pensar que não tenho filho. Por que eu vou ficar economizando recursos para poupar o planeta pra essa geração que está tornando o meu mundo inabitável agora?
Enquanto eu penso em deixar um mundo melhor pros nossos filhos, quem está pensando em deixar filhos melhores pro nosso mundo?
A Revista Superinteressante fez uma projeção do que aconteceria se todos os humanos morressem. Em 10 anos isso aqui já seria um paraíso para as outras espécies. Apenas 10 anos sem essa praga que se auto intitula o "ápice da criação" (ou da evolução) e teríamos um planeta saudável com todas as espécies vivendo em equilíbrio.
Não estou propondo o extermínio da raça humana para a sustentabilidade do planeta. Acho direito de todas as espécies procurar sua sobrevivência. Mas temos que admitir que em termos planetários, nós fazemos mais bem desaparecendo.


Pelo celular: Djaman Barbosa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Então não vamos mais brigar

Respeito póstumo

O vento que venta aqui