Quero saúde pra gozar no final.

Tá certo, confesso. Eu nem queria usar o adoçante!
Mas lá estava eu no shopping mais caro de Salvador, na Perini, e não num botequim de bairro. Era incompreensível que o frasco de adoçante estivesse amarrado numa fita de nylon em cima do balcão, impedindo que os fregueses o levassem até a mesa.

Era a Perini, por todos os deuses, e eu lá com meu iPhone não resisti e fotografei. E pensei em várias maneiras da Perini evitar ser roubada em seu precioso adoçante. A mais simples era comprar sachês. Outra seria colocar um funcionário para levar os adoçantes até os fregueses e vigiar quando eles terminassem de usar.
Enfim, nada tão barato quanto amarrar o frasco de adoçante no balcão, mas estamos falando da Perini, no Shopping Salvador, frequentado por clientes metidos com seus iPhones com câmeras.
Essa atitude não fica bem, entende?

Comentários

  1. realmente não pegou nada bem. Vc deveria ter pedido o adoçante na sua mesa só pra ter mais história pra contar.

    ResponderExcluir
  2. Olá. Como cliente assídua da Perini Graça. Passei na Perini do Shopping Salvador para ver esse espisódio e para minha total satisfação, isso não existe mais. Realmente existiu esse fato,e a Perini falhou, mas temos que concordar em um aspecto. Existem pessoas muito mal educadas e outras maldosas por aí. A sugestão do sachê é a melhor opção. Com tantas pessoas mal intencionadas por aí, não podemos nos dar ao perigo de usar algo aberto, que vai de mesa em mesa, sem saber se acrescentaram algo a mais ali dentro que possa nos fazer mal ou não.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são moderados, mas não são censurados. Caso seu comentário não vá ser exibido, uma explicação será dada.

Postagens mais visitadas deste blog

Bate o sino, pequenino

Respeito póstumo

Então não vamos mais brigar